De Marilyn Monroe a Kim Kardashian - o vestido mais falado dos últimos tempos

 Pensei muito se escreveria sobre esse assunto ou não. Todo mundo já deve estar até cansado de ler sobre o vestido que a Kim Kardashian uso no MET Gala na semana passada. Uma coisa é fato: a Kim conseguiu o que queria quando resolveu usar o icônico vestido que pertenceu a Marilyn Monroe. Em todos os lugares só se falava nisso, uns adoraram e outros acharam um absurdo, mas a verdade é que ela foi e continua sendo o assunto do momento. Principalmente depois de revelar que usou um segundo vestido da Marilyn na festa que aconteceu após o evento.

Já disseram que Kim é a Marilyn da atualidade, ela inclusive disse que se inspira na diva, então qual o problema de usar peças que pertenceram a atriz?

Para mim, que gosto e leio muito sobre a Marilyn, foi totalmente desnecessário e posso citar os motivos que me levam a pensar assim:

 
 
O primeiro é o risco de danificar a peça, já que o vestido não só foi feito de acordo com as medidas da Marilyn mas foi costurado em seu corpo de tão delicado e ajustado que era. Sem falar que a ideia do vestido era parecer que Marilyn estivesse usando apenas cristais, mas na Kim não houve esse efeito pela diferença do tom de pele das duas.

O segundo é o valor histórico da peça, agora esse não é mais o vestido em que a Marilyn Monroe cantou "parabéns pra você" ao presidente dos Estados Unidos, mas sim o vestido que a Marilyn e a Kim Kardashian usaram em diferentes eventos. Kim para sempre estará atrelada ao vestido da Marilyn a partir de agora.

  O terceiro é a própria Kim divulgar que perdeu 7,2kg em três semanas para entrar na peça. Isso é absolutamente insensato e prejudicial, já que ela tem milhões de seguidores espalhados pelo mundo.

O quarto é que mesmo perdendo peso a Kim não coube no vestido, a parte de trás teve que ficar aberta e coberta. O que torna tudo isso mais absurdo ainda. Kim poderia simplesmente ter usado apenas a cópia do vestido que já havia sido feita para ela. Mas aí não viraria assunto, não é mesmo?!

O mais triste é que mesmo após quase 60 anos da morte da Marilyn, ela ainda seja vista como objeto sexual. Na minha opinião, uma das coisas que contribuíram para sua morte(deixando as teorias da conspiração de lado), foi o estereótipo da loira burra que foi criado a partir da sua imagem e ela nunca conseguiu se livrar. 

A mulher era atriz, cantora, poetisa mas até hoje muita gente só lembra dela como uma gostosa, um símbolo sexual. E a Kim, que uns tempos atrás disse que queria se desvencilhar desse padrão burra/gostosa, só o reforçou mais uma vez, mostrando que vale a pena se sacrificar para caber numa roupa e que dinheiro compra tudo... tristeza.

Continue lendo ►

Customize suas roupas com bordados

Quer aprender uma maneira simples e criativa para customizar suas blusas?
Então clique nos links abaixo e veja qual das ideias mais te inspira...
 

Clique aqui e veja outras ideias de customização já postadas no blog

Continue lendo ►

DIY: blusa trançada nas costas


Sabe aquela blusa básica que você tem aí no armário mas já está cansada de usar sempre da mesma forma?
 Customizar pode ser a solução!
 
Para essa customização fácil você só vai precisar de tesoura, agulha e linha.
 
Marque a frente(a esquerda) e as costas(a direita) da blusa e corte. Lembre-se que a parte da frente deve ir até as costas, formando uma tira longa.
 
Divida essa tira em três e faça uma trança(a esquerda). As alças da blusa estão prontas. Agora faça um corte na parte das costas que sobrou e dê um nó(a direita).
 
Naquela parte das costas, divida as pontas que sobraram e faça mais duas tranças, elas serão o acabamento das costas da blusa.
 
Pegue as pontas das tranças menoras e costure próximo as alças da blusa para dar fazer um acabamento. Prontinho!

Daqui
Continue lendo ►

Como montar looks criativos sem gastar


A dica de ouro é: sair da zona de conforto!
Sair da nossa zona de conforto parece ser uma coisa difícil, mas não é! Vou te mostrar 3 dicas de como aproveitar o que já tem no armário para inovar nos looks sem precisar gastar comprando peças novas:

Escolha os seus looks com antecedência. 
Quando a gente deixa para escolher o que usar em cima da hora acaba optando pelo mesmo de sempre. Deixe separadas as peças que pretende usar no dia seguinte. Dessa forma, as chances de você montar looks criativos serão maiores.

Misture estilos diferentes no mesmo look.
Misture peças de diferentes tecidos e estilos para criar looks únicos. O casual junto com o formal. Ou o romântico com o sexy. Um acessório poderoso acompanhando um look com tênis.

Inove nas maneiras de usar as roupas que já tem.
Os truques de styling são nossos grandes aliados na hora de inovar nos looks sem ter que gastar dinheiro. Uma manga de camisa ou bainha da calça dobrada. Ou um lenço no pescoço. As possibilidades sã muitas. Clique aqui e veja os truques de styling que já mostrei no blog.

As dicas acima são super válidas, mas o principal é respeitar o formato do nosso corpo. Um bom caimento e uma roupa no tamanho correto são essenciais para montar um look criativo e de bom gosto!
Continue lendo ►

Livro A vegetariana

Nesse exato momento acabei de ler o livro "A vegetariana" da escritora sul coreana Han Kang. Me faltam palavras para descrever esse livro, é uma história tão envolvente que me vi ali perdida naquelas páginas. A única coisa que eu sabia é que não queria que o livro acabasse!

O livro conta a história de Yeonghye, uma mulher normal, com uma vida normal, que decide parar de comer carne. Até aí tudo bem, mas com o passar das páginas vamos entendendo o que a levou a tomar essa decisão. O curioso é que tudo o que a gente sabe sobre ela é através de outras pessoas, em nenhum momento vemos o ponto de vista da Yonghye de verdade. O livro começa com o marido de Yeonghye, um homem comum, frustrado, muitas vezes egoísta e insensível que não entende e nem se esforça para tentar compreender a esposa. O próximo ponto de vista é o do cunhado de Yeonghye, um artista basicamente sustentado pela esposa, que se vê obcecado por um detalhe que faz a vida da sua família virar do avesso. E por fim, vemos o ponto de vista da irmã mais velha de Yeonghye, uma mulher calma, paciente, sempre disposta a ajudar os outros. 

O que posso dizer sobre esse livro sem dar spoiler é que ninguém realmente conhece ninguém. As pessoas só mostram aquilo que querem, enquanto as outras enxergam apenas o que querem enxergar. E que os nossas ações(ou a falta delas), que muitas vezes parecem simples, podem impactar a vida das pessoas lá na frente.

A história é tão bem escrita que a gente se vê em algumas situações do livro. Sente raiva, pena, e milhares de outros sentimentos com o avançar da história. A gente julga os personagens(principalmente as mulheres) mas ao mesmo tempo se pergunta; "será que eu faria diferente?"

Só quero dizer mais uma coisa: leia esse livro! Garanto que não vai se arrepender!

Continue lendo ►